Situado no bairro do Pilarzinho, em Curitiba, o Bosque Alemão conta com uma trilha inusitada, a trilha de João e Maria ou, em bom alemão, Hänsel und Gretel.

Como chegar:

De carro: existem duas entradas para a trilha, uma mais embaixo, onde há um enorme gramado e outra mais acima, onde há cachoeira e uma cantina. O Waze costuma mandar a gente estacionar na segunda opção, então vamos partir dela.

Logo na entrada, há uma um lindo jardim e mais à direita, há uma ponte com duas cachoeiras ao lado. É ali que começa a primeira “trilha”. Atravesse a ponte e desça todas as escadas, aproveitando para desfrutar de uma das vistas com mais verde de Curitiba.

Você vai passar por uma casinha com detalhes em pedra, onde a criançada pode entrar e se divertir com diversos contos, é como se fosse uma biblioteca infantil. Logo em frente, verá um laguinho e é naquela direção que deverás ir.

Trilha João e Maria

Se for para a esquerda, vai chegar em uma trilha sem saída, onde é possível fazer várias fotos se equilibrando em enormes troncos de árvore. À direita, começa então a trilha de João e Maria, onde há várias partes da história pra gente ler no meio do caminho.

Curiosidade: Estive hoje, dia 31.10.2020 no bosque, à noite mesmo e, para a minha grata surpresa, encontrei uma gata preta bem no final do bosque, tão mansinha. Ela veio trazer sorte!

Caminho próximo ao fim da trilha

História de João e Maria:

João e Maria é um conto dos Irmãos Grimm, que relata as aventuras de dois irmãos. Um dia, enquanto o pai das crianças trabalhava, a madrasta deles estava fazendo uma torta. Ela saiu em busca de amoras na floresta e pediu para que as crianças cuidassem da casa enquanto ela não voltasse. Quando ela voltou, encontrou a torta no chão e a casa uma zona, então mandou João e Maria colherem eles mesmos as amoras na floresta.

Eles então, para não se perderem no meio da floresta, iam jogando migalhas de pão pelo caminho para ficar mais fácil para voltar. Só não imaginaram que os pássaros comeriam as migalhas de pão e, quando se deram conta, estavam perdidos.

Enquanto procuravam o caminho de volta pra casa, já com muita fome, João encontra uma casa feita de doces e ele e Maria começam a comer as guloseimas da casa. Enquanto os irmãos se fartavam com os doces, uma senhora (que na verdade era uma bruxa) aparece dentro da casa e fala para eles entrarem.

Eles entram e a bruxa lhes dá cada vez mais comida, até que eles não aguentam mais. O plano da bruxa era comer João e Maria e assim ela prende o João e faz Maria ajudá-la na cozinha. As crianças percebem que a bruxa queria assa-los e então a enganam, hipnotizam a bruxa má e atiram-na para dentro do forno. Livres da bruxa, João e Maria pegam todo o tesouro dela e logo em seguida são encontrados pelo pai, voltando assim para casa.

Um pouco da história

Em uma viagem a Augsburg, na Alemanha, tive a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história original dos Irmãos Grimm, que é um pouco mais pesada, pois retrata a dura vida na Idade Média, onde havia escassez de comida e muita fome, sendo comum os pais deixarem as crianças no bosque para que morressem ou desaparecessem, já que a família não podia alimentá-los.

Nos primeiros livros lançados, não havia madrasta, pois foi a mãe que persuadiu o pai a abandonar os próprios filhos. Na história infantil, quando as crianças matam a bruxa e se livram dela, o pai as encontra e diz que a madrasta havia morrido, deixando nas entrelinhas que a madrasta e a bruxa eram a mesma pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Timbó Park Hotel - Vale a pena?

qua nov 11 , 2020
Fiquei hospedada por sete dias no Timbó Park Hotel e voltaria a me hospedar lá. Sem dúvidas, a melhor hospedagem que escolhi dentre tantas que […]
Timbó TripBruta